Tokyo Ghoul – 1ª temporada

Um grande esteriótipo caracterizando os vampiros, zumbis e lobisomens foi formado na mídia da atualidade, e Tokyo Ghoul não foi diferente. Criado com objetivo de fugir das margens do entendimento comum, a obra tenta mostrar uma visão diferenciada do contexto vampírico. O ghoul, criatura canibal insaciável, foi o termo escolhido para representar o nicho do anime, mitologicamente conhecido como um vampiro semi-transformado, a criatura é o principal fundamento utilizado por Shuhei Morita para criar um clima sangrento e envolvente.

A primeira temporada tem uma ação levemente refinada, procurando explicar todo o funcionamento da série, mesmo sendo apenas sobre sangue e café, ela destaca principalmente o protagonista, Kaneki e sua prolongada metamorfose. A rivalidade entre os ghouls e a policia parece não afetar diretamente a população civil, caracterizando os conflitos como simples desentendimentos entre facções.

Contudo, mesmo com uma trama inicialmente monótona o trabalho de animação é o ponto mais fantástico da obra, onde nitidamente os artistas procuraram utilizar uma grande quantidade de tonalidades, enfatizando toda a importância dos movimentos.

 

Ficha técnica

Título 東京喰種-トーキョーグール- (Original)
Ano produção 2014
Dirigido por Shuhei Morita
Estreia
4 de Julho de 2014 ( Mundial )
Duração 288 minutos
Classificação 18 – Não recomendado para menores de 18 anos
Gênero
Ação Animação Drama Mistério Terror
Países de Origem
Japão

 

Trailer

 

Nossas notas

Felipe Amaral

Aspirante a game design, adepto ao culto lovecraftiano, amante de livros, games, cinema e HQ’s. Guarda uma cópia autografada do Necronomicon na estante.

Últimos posts por Felipe Amaral (exibir todos)

Felipe Amaral

Aspirante a game design, adepto ao culto lovecraftiano, amante de livros, games, cinema e HQ’s. Guarda uma cópia autografada do Necronomicon na estante.