Mr. Robot: Reparo de computadores com um sorriso

Criada pela emissora USA Network, a série Mr. Robot é uma abrangente crítica a sociedade e seus métodos de exaustão. Direcionada ao universo cibernético, em sua primeira temporada alternou tecnologia e dilemas psicossociais.

O Cód1g0 font3 d2 s0ci3dad3

leave-me-here

No início da série somos apresentados a Elliot (Rami Malek), ou criados por ele como parte de seu exaustor sentimental. Elliot é um engenheiro de redes que passa as noites “hackeando” a vida digital das pessoas que o cercam. Seu objetivo é tentar proteger quem ama, mas na maioria das vezes acaba tornando a situação ainda pior. Enquanto seu amago seleciona relacionamentos, o espirito de Elliot parece abraçar a ideia de libertar o mundo das garras do capitalismo.

E(vil) Corp.

Na série o maior vilão de Elliot é a E Corp., um conglomerado empresarial que domina o consumo tecnológico do mundo. É válido perceber como entramos na mente dele quando todas os personagens passam a chamar a E-Corp de Evil corp.(Corp. do mal), nos fazendo compreender a real revolta de Elliot. Após os apontamentos diretos ao cotidiano de nossas vidas, conhecemos a F Society, Mr. Robot e suas ideias para mudar o mundo.

e-corp-eu-fa

R3flex0s do prot2g0n1st2

Elliot é um personagem profundo e complexo, um erro fatal para o sistema social. Enquanto todos dormem em seus travesseiros macios ou encaram noitadas de “diversão”, Elliot encara a realidade e o mal que consome os cegos. Mas estar próximo da verdade pode trazer terríveis consequências, o que decorre conflitos pessoais e psicológicos.

elliot-eu-fa

V3r3d1t0 f1n2l

A tecnologia está muito mais próxima da realidade, muito mais do que achamos, está unificada com a alma e suas cicatrizes. Mr Robot é uma reflexão para todos os dias, para todos as gerações e para a verdade. É possível enxergar através das “curtidas”, dos “compartilhamentos” e do universo midiático, e ver como somos marionetes do consumo deliberado, vítimas da ignorância que criam pirâmides de egoismo. Todos os conceitos apresentados pela série se encaixam de maneira única em nossa sociedade.

Trailer

Felipe Amaral

Aspirante a game design, adepto ao culto lovecraftiano, amante de livros, games, cinema e HQ’s. Guarda uma cópia autografada do Necronomicon na estante.

Últimos posts por Felipe Amaral (exibir todos)

Felipe Amaral

Aspirante a game design, adepto ao culto lovecraftiano, amante de livros, games, cinema e HQ’s. Guarda uma cópia autografada do Necronomicon na estante.